Ao prosseguir sua navegação neste site, você aceita o uso de cookies permitindo realizar estatísticas de visitas.Saiba mais Eu aceito

Transportador rodoviário de carga

Última atualização: : 2020-04-15 17:23:16

1. Definindo a atividade

A empresa de caminhoneiros é um profissional cuja atividade é prestar um serviço de entrega de mercadorias por meio de veículo automotor.

Dois graus. Qualificações profissionais

a. Requisitos nacionais

Legislação nacional

Para realizar a atividade de um transportador rodoviário, o profissional deve:

  • Estar registrado:- trade and corporate register (RCS) ou trades directory. É aconselhável consultar a folha "Registro RCS" para obter mais informações,
    • Registro Eletrônico Nacional de Empresas de Transporte Rodoviário;
  • atender aos requisitos:- Liquidação
    • profissionalmente honrado,
    • capacidade financeira e profissional.

Além disso, qualquer empresa que deseje operar como transportadora rodoviária deve nomear um gerente de transporte para gerenciar a manutenção do veículo, verificação de contratos e documentos de transporte, contabilidade , verificando procedimentos de segurança e atribuindo cargas ou serviços aos motoristas.

Condições de acesso à profissão

Capacidade profissional

O profissional que deseja exercer a atividade de um transportador rodoviário deve:

  • possuem um diploma, um diploma universitário, um certificado de estudo ou uma designação profissional emitida na França por uma instituição de ensino superior ou um órgão autorizado e, desde que ele tenha recebido o conhecimento necessário para fazer essa atividade durante seu treinamento;
  • justificar ter gerenciado continuamente uma empresa pública de transporte de carga, movimentação ou locação de veículos industriais com motoristas destinados ao transporte de mercadorias em um ou mais estados da União Europeia durante o 10 anos antes de 4 de dezembro de 2009.

Ao não cumprir nenhuma dessas condições, deve submeter-se a um exame escrito sobre todos os assuntos previstos no Regulamento I do Regulamento (CE) 1071/2009 do Parlamento Europeu e do Conselho de 21 de Outubro de 2009 que estabelecem regras comuns sobre as condições a serem cumpridas para praticar como transportador por estrada.

Note que

O profissional que deseja realizar uma atividade de transporte com veículos não excedendo um peso máximo autorizado de 3,5 toneladas atende a esse requisito de capacidade profissional desde que possua certificado de capacidade em transporte leve emitido pelo prefeito regional.

Para ir mais longe Os artigos R. 3211-36 a R. 3211-42 do Código de Transporte.

Estabelecimento

O requisito do estabelecimento é cumprido desde que:

  • A empresa francesa detém os principais documentos da empresa (documentos contábeis, gestão de pessoal, dados de trabalho e tempo de descanso dos motoristas, etc.) em suas instalações;
  • A transportadora tem pelo menos um veículo registrado.
  • a empresa realiza as atividades desses veículos de forma contínua graças a equipamentos e técnicas administrativas adequadas.

Note que

Caso a empresa não esteja sediada na França, esses documentos devem estar em seu estabelecimento principal, se necessário, o profissional deve informar o prefeito regional.

Para ir mais longe Artigos R. 3211-19 a R. 3211-23 do Código de Transporte.

Capacidade financeira

A cada ano, o profissional deve, por meio de documentos certificados (por um contador, um auditor ou um centro de gestão certificado), certificar sua capacidade financeira.

Para isso, deve justificar ter capital e reservas:

  • pelo menos 1.800 euros para o primeiro veículo e 900 euros para os seguintes, para veículos que não excedam um peso máximo permitido de 3,5 toneladas;
  • 9.000 euros para o primeiro veículo e 5.000 euros para cada um dos seguintes veículos, para veículos que excedam este limite.

Caso contrário, o profissional poderá apresentar garantias concedidas por uma ou mais instituições financeiras que detêm fiança, desde que essa garantia não exceda metade da capacidade financeira devida.

Para ir mais longe Artigos R. 3211-32 a R. 3211-35 do Código de Transporte.

Registro no Cadastro Nacional de Empresas de Transporte Rodoviário

Autoridade competente

O profissional deve se candidatar ao prefeito da região onde está localizada a sede de sua empresa. As empresas não sediadas na França devem se candidatar ao prefeito da região onde está localizado seu principal estabelecimento.

Documentos de suporte

Sua aplicação deve incluir o forma veado 14557*03 aplicação e os documentos de suporte mencionados.

Resultado do procedimento

O registro neste cadastro dá origem à emissão pelo prefeito:

  • uma licença comunitária quando a empresa utilizar um ou mais veículos com um peso máximo autorizado superior a 3,5 toneladas;
  • licença de transporte interno quando este limite não for excedido.

Essas licenças com validade renovável de 10 anos são emitidas com tantas cópias certificadas quanto veículos registrados.

Para ir mais longe Artigo 3211-9 do Código de Transporte.

Três graus. Condições de honorabilidade

Ninguém pode realizar a atividade de um transportador rodoviário desde que tenha sido objeto de qualquer um deles:

  • várias condenações mencionadas no boletim 2 de sua ficha criminal e levando à proibição de exercer uma profissão comercial ou industrial;
  • várias condenações listadas no boletim 2 de sua ficha criminal, incluindo:- violações das obrigações de transporte de materiais perigosos (ver Artigos L. 1252-5 a L. 1252-7 do Código de Transporte),
    • violações das obrigações de preços de contratos, falsificação de documentos ou dados eletrônicos ou a emissão de informações falsas ou falha na instalação de dispositivos de controle (ver Artigos L. 3242-2 para L. 3242-5, L. 3315-4 a L. 3315-6, L. 3315-6, L. 3315-7, L. 3315-9 e L. 3315-10 do Código de Transporte),
    • delitos referidos nas seções 221-6-1, 222-19-1 e seguindo o Código Penal (como interferência intencional ou involuntária com a integridade física de uma pessoa, assédio moral, agressão sexual, etc.),
    • infrações referidas nos artigos 654-4 a L. 654-15 do Código de Comércio (penalidades por falência),
    • Infrações de Trânsito (ver Seções L. 221-2 e a seguir da Lei de Trânsito),
    • violações das obrigações de prevenção e gestão de resíduos (ver artigo 541-46-5- do Código Ambiental).

Para ir mais longe Artigo 3211-27 do Código de Transporte.